Acreditamos que as crianças são a chave para um futuro sustentável: queremos transformá-las em portadoras de conhecimento, respeitadoras do meio ambiente e defensoras do ecossistema amazônico.

A Reserva Extrativista Baixo Rio Branco-Jauaperi é habitada por aproximadamente 1.500 pessoas, divididas em 14 comunidades. Na região não existem políticas públicas para a gestão de resíduos sólidos e líquidos (principalmente objetos plásticos, chapas metálicas, alumínio e vidro, eletrodomésticos, combustíveis, detergentes e produtos químicos, etc.) e cada comunidade deve providenciar de forma independente a coleta e descarte dos mesmos, eliminando-os no local ou transportando-os para os centros de descarte nas cidades de Manaus e Novo Airão, distantes aproximadamente 400 km. Na maioria dos casos, as comunidades  não dispõem de meios fluviais e de recursos económicos para lidar com este transporte, e os resíduos produzidos ficam perto de áreas habitadas, ou são despejados no rio.

Apesar do forte vínculo e dependência do meio ambiente para alimentação, viagens, construção de casas e meios de transporte, os habitantes da reserva adquiriram hábitos e costumes próprios do contexto urbano nas últimas décadas, como o consumismo, o uso de plástico e combustíveis fósseis.

Junto com a globalização do consumo, não chegou a noção do risco ambiental inerente à utilização de produtos industrializados. Há falta de conhecimento para realizar a coleta seletiva adequada e a correta separação dos resíduos. Há uma falta de consciência sobre o potencial poluente dos resíduos de esgotos e dos combustíveis fósseis que muitas vezes são despejados nos rios, deteriorando os recursos hídricos utilizados para consumo alimentar e higiene pessoal.

A educação ambiental, entendida como consciência do valor da floresta, dos seus recursos naturais e da integridade do meio ambiente, é uma pedra angular essencial para a conservação do ambiente florestal e, portanto, para a sobrevivência e o desenvolvimento sustentável das populações da região.

Ao longo dos anos, a OS Amazônia tem realizado diversas ações de educação ambiental, incluindo a organização de cursos e seminários para adultos residentes nas comunidades da reserva, com o objetivo de conter atividades prejudiciais ao patrimônio florestal. Organizamos oficinas intensivas com aulas teóricas e exercícios práticos na floresta, com especial atenção às questões climáticas. Para o segmento mais jovem da população, incluindo crianças e adolescentes, criamos inúmeras oportunidades de educação ambiental, por meio de momentos de leitura, desenho e jogos educativos.

Em 2022 realizamos um projeto piloto envolvendo 5 escolas da RESEX. O projeto terminou com grande sucesso e um pedido unânime de continuidade por parte das comunidades locais, pais, professores e autoridades.

Em 2023, Rio de Luz se expande, realizando ações de educação ambiental em 10 escolas da reserva, para divulgar o valor da floresta, sua conservação e conhecimento tradicional, a gestão de resíduos e sua correta destinação e as medidas necessárias para prevenir a poluição das águas dos rios .

 

Nossos principais objetivos

– Conscientizar 10 comunidades sobre a importância da preservação do meio ambiente e da floresta amazônica.

-Envolver 185 jovens na limpeza das comunidades e seus entornos.

-Aprimorar as habilidades de ensino de 10 professores.

-Beneficiar economicamente 25 adultos envolvidos na execução do projeto.

-Envolver 100 famílias locais nos benefícios educacionais e econômicos do projeto.

-Contribuir para fortalecer a educação dos jovens ribeirinhos e a gestão sustentável de suas comunidades.

 

Como faremos

Os educadores estão ajudando a preencher a lacuna entre o saber tradicional e a compreensão contemporânea. Através de aulas envolventes e experiências práticas, eles cultivarão uma geração de indivíduos ambientalmente conscientes que servirão como guardiões do futuro da floresta tropical.

Aulas envolventes: utilizamos uma abordagem que combina aulas explicativas com material multimídia adaptado à idade dos alunos. Através de vídeos educativos, animações e fotografias, queremos sensibilizar os jovens para a importância da proteção do ambiente.

Atividades divertidas e educativas: criamos atividades divertidas e envolventes tanto na sala de aula quanto ao ar livre. Através de jogos, oficinas criativas, experiências e momentos de partilha, pretendemos fortalecer a motivação das crianças e criar um ambiente de aprendizagem estimulante.

No final de cada oficina, haverá uma cerimônia de entrega de certificados de participação, na presença das famílias.

O projeto é resultado da colaboração entre as secretarias de educação do Amazonas e de Roraima, ICMBio, CoopXixuaú, Amazônia OS e Amazon Charitable Trust, com o apoio de Rothoblaas, Trentino Insieme, Fosit, Riccio Giramondo, Fondazione Quarta de Matteis e Torchiani Servizi Ecologico.

Agradecimentos ao Projeto BioClimAmazônia – INPA e FAPEAM, Laboratório de Psicologia e Educação Ambiental – INPA pelo material didático e à educadora Renata Almeida pelo precioso trabalho realizado.

Este esforço colaborativo é um exemplo brilhante do que pode ser alcançado quando diversas entidades se unem com um propósito comum.

Siga-nos para manter-se atualizado sobre esta extraordinária jornada e se puder, contribua para a sua concretização!

Amazônia Onlus
Escritório registrado:
Via Pola 21 – 20124 Milão, Itália
C.F. 97389380151

receba a nossa newsletter

Junte-se a nós. E mantenha-se informado.

A nossa newsletter é ocasional. De vez em quando, assim como com os amigos, contamos o que acontece em nossa floresta!


© 2022 – All rights reserved.

designed by VisiOnAir | development by EI | Icons by Made x Made