ONDE ESTAMOS

POR QUE A AMAZÔNIA?

A floresta da bacia do rio Amazonas é crucial para a vida na Terra
É uma poderosa aliada na luta contra as mudanças climáticas. É única. E está ameaçada.
foresta
0 milhões
de km2
A maior floresta pluvial do mundo
fiume
0 .000
m3/s
O rio que carrega mais água do mundo
specieAnimali_02
0 %
de todas as espécies conhecidas vive aqui!
Uma biodiversidade única, ainda desconhecida
indigeni_02
0 milhões
de habitantes
Povos indígenas, comunidades tradicionais: uma preciosa diversidade cultural
no mundo, este ano

Hectares de floresta desmatados ou queimados globalmente

Dados elaborados por The World Counts

Fatos

BOAS NOTÍCIAS

Metade das florestas tropicais do planeta já desapareceu e a Amazônia continua sendo a maior do planeta.
A boa notícia é que 80% ainda está de pé, tornando nosso desafio possível.

QuEM SOMOS

HÁ 20 ANOS NO CAMPO

Nosso compromisso é a proteção de longo prazo da Amazônia, sua floresta e sua diversidade

Atuamos em áreas de floresta intacta, no coração da Amazônia brasileira. Apoiamos os povos nativos, seus guardiões, a fim de manter a integridade do meio ambiente, cultura e tradições locais.

Enquanto divulgamos suas vozes.

O QUE FAZEMOS

PROTEGEMOS A NOSSA FLORESTA

2018

Reserva extrativista Baixo rio Branco-Jauaperi

600 mil hectares de floresta intacta, livres de desmatamento e protegidos a longo prazo. Saiba mais sobre a Resex Baixo Rio Branco-Jauaperi

Em 2018, junto com os moradores do Rio Jauaperi, afluente do Rio Negro, principal afluente do Amazonas, conseguimos obter a criação de uma importante área protegida, com extensão pouco maior que a do Distrito Federal.
OBJETIVOS COMUNS

TRANSFORMAMOS O MUNDO, COM PEQUENAS AÇÕES

Nossas intervenções seguem o caminho indicado pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Participamos do desafio global por um mundo mais justo, um planeta mais saudável e um futuro menos incerto.

NOSSOS PARCEIROS

Endorsements

O QUE PODEMOS FAZER JUNTOS

É HORA DE AGIR. E NÓS OFERECEMOS A POSSIBILIDADE DE FAZÊ-LO

Somos a oportunidade que você procurava. Junte-se a nós para contribuir na batalha em defesa da Amazônia e de seus povos, combater a crise climática, garantir a saúde do planeta e oferecer um futuro à humanidade.

DOE AGORA

Batalhas precisam de fundos. Faça uma doação e estará conosco todos os dias, ativamente, no campo.

PARTICIPE

Batalhas precisam de gente. Invista seu tempo, suas habilidades e sua paixão.

VISITE-NOS

O campo de batalha mais bonito. Venha à Amazônia e conheça seus guardiões.

Empresas

Você é uma empresa ou uma fundação? Descubra como se tornar mais verde com nossos projetos.

e mais...

Proteja uma árvore

Comemore uma ocasião especial dando vida longa a uma árvore na floresta amazônica.

Você receberá um Certificado Personalizado com a dedicatória que pretende, a fotografia e as coordenadas geográficas da árvore que escolheu proteger.

do nosso blog

Artigos do blog

amazon carbon expedition

ABC, Amazon Biodiversity and Carbon Expedition

Uma expedição científica sem precedentes. A primeira de grande porte e multidisciplinar realizada na Resex Baixo Rio Branco-Jauaperi.

A equipe, sediada em Xixuaú e liderada pelo prof. Carlos Peres, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), reuniu 24 pessoas, entre pesquisadores e estudantes de diversas instituições brasileiras, incluindo o famoso Museu Emilio Goeldi em Belém e as universidades federais do Amazonas, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Expedições Amazônia, Biodiversidade e Carbono é o nome completo do projeto que mobilizou uma força-tarefa inédita em áreas florestais desconhecidas para 15 dias de intensa pesquisa.

O objetivo da expedição foi realizar um levantamento quantitativo da biodiversidade da floresta intocada de terra firme, incluindo vertebrados, plantas e não vertebrados, como pequenos e grandes mamíferos, aves, lagartos, sapos, peixes (usando eDNA de amostras de água), samambaias, árvores, besouros, abelhas, formigas, cupins e outros dípteros. A pesquisa também incluiu a medição do estoque de carbono florestal e biomassa epígea, paisagens sonoras usando gravadores automáticos e o uso de armadilhas fotográficas.

Nos próximos anos, a ABC Expedições realizará uma expedição multitaxa em cada uma das 12 principais bacias hidrográficas, abrangendo todos os 9 estados da Amazônia brasileira e reunindo informações importantes para o futuro do Bioma.

Temos orgulho de ter contribuído para a primeira grande expedição científica na reserva e muito ansiosos para ver (e mostrar para vocês!) Os primeiros resultados e as primeiras imagens registradas!

Fiquem ligados!

————————————————– ————————————————– ———————————-

A expedição foi possível graças ao apoio da Universidade Norueguesa de Ciências Naturais, Amazon Charitable Trust e Amazônia Onlus, com apoio logístico da CoopXixuaú e anuência do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade – ICMBio.

Todos os membros da equipe foram duplamente vacinados e testados para Covid 24. Todas as atividades foram realizadas ao ar livre e todos os protocolos anti-Covid respeitados.

medici in amazzonia

Doutores das águas – saúde navegando

O barco-ambulância Doutores das Águas sobe contra a corrente, levando tratamento e assistência médica às comunidades mais isoladas da bacia do rio Amazonas. Semanas de navegação, dezenas de paradas para visitar cerca de 2.000 moradores em cada expedição. Para muitos deles é a única oportunidade de encontrar um médico ou dentista e a única oportunidade de obter medicamentos básicos para o seu próprio bem-estar e o dos seus filhos.

Normalmente, o barco está cheio de voluntários: médicos, enfermeiros, dentistas, técnicos de prótese dentária, educadores e animadores formam uma equipe de 50 pessoas a bordo. Este ano, devido às restrições impostas pelos protocolos anti-Covid, a equipe médica foi reduzida a pessoal com doses duplas da vacina e as atividades foram repensadas em consonância com as medidas de segurança anti-contágio para evitar aglomerações e conter a propagação. do vírus.

A equipe reduzida a 20 especialistas ofereceu consultas especializadas, cirurgias odontológicas e de pequeno porte, medicamentos, vacinas comuns, além de testes para hepatites e doenças sexualmente transmissíveis, sendo que estas últimas (em especial a sífilis) foram encontradas com incidência superior à que emergiu da triagem realizada em 2019.

A OS Amazônia apoia ações de saúde com o objetivo de promover a melhoria dos indicadores de saúde e qualidade de vida dos povos da floresta.

Por isso, também apoiamos a campanha de vacinação contra o Covid19. Em colaboração com as Secretarias de Saúde, trabalhamos para conscientizar a população, manter os moradores informados sobre a chegada das vacinas e apoiar os custos de transporte das famílias mais isoladas até os locais de vacinação.

Um agradecimento especial à ACQUASAN por permitir a viagem dos “médicos do rio”!

Assista ao vídeo da viagem dos Doutores da Água.

flood in the jauaperi reserve brazil

Recorde no Rio Negro: enchentes são alarmantes

Apelo da Amazônia Onlus: “Enchentes causam vulnerabilidade, perda de bens e doenças. As famílias têm que deixar suas casas. Precisamos de tudo.”

“Na Amazônia vivemos inundações excepcionais. Este ano o porto de Manaus registrou um nível recorde de 30,02 metros no Rio Negro, o maior desde 1902, quando começaram as medições. Com água invadindo as casas às margens dos rios, a população local está em situação de extrema vulnerabilidade. Estão perdendo seus bens, cada vez mais expostas ao risco de contrair doenças, além de problemas de segurança alimentar. A Covid não foi suficiente”. O que está acontecendo no momento na floresta é uma emergência que ainda não é noticiada na Itália.

 “As enchentes são eventos sazonais comuns aos quais as populações locais estão acostumadas e normalmente preparadas para enfrentar, mas a Amazônia está cada vez mais afetada por fenômenos extremos, provavelmente exasperados pelo caos climático“, diz a presidente Amazônia Onlus, destacando que este ano todas as precauções normais foram insuficientes.

A bacia amazônica tem seu ciclo natural: de junho a novembro, com a chamada “vazante”, a água cai e de dezembro a maio a água sobe, fazendo a “cheia”. Na última década, de acordo com os achados da Rede Hidrometeorológica Nacional, o processo de vazante e cheia tornou-se mais acentuado, com níveis de água cada vez mais extremos nos rios.

Na sequência das inundações excepcionais em curso, as hortas acabam debaixo de água e a pesca torna-se cada vez mais difícil devido à vastidão das áreas inundadas. Conseguir alimentos tem se tornado cada vez mais difícil e muitas famílias tiveram que deixar suas casas em meio à pandemia, apesar de viverem em palafitas. Tudo é necessário: alimentos, remédios, produtos de higiene, combustível para viagens, recursos econômicos para reparar os danos e reconstruir.

Alertamos as autoridades locais, recolhemos imagens e testemunhos e enviamos petições para a declaração de estado de emergência. Levaremos ajuda neste momento difícil e no pós-cheia, quando será necessário avaliar os danos e remediar.

Não vamos deixá-los sozinhos.

Faça a sua doação e ajude a floresta e seus habitantes neste momento de dificuldade.

A floresta está nos protegendo (com a sua ajuda)

A floresta está nos protegendo (com a sua ajuda) Há exatamente um ano, em 17 de fevereiro, o Presidente da República Italiana Sergio Mattarella conferiu a nomeação de Oficial da Ordem do Mérito da República Italiana a Emanuela Evangelista, presidente da Amazônia Onlus, pronunciando as seguintes palavras: “pelo seu constante empenho, no contexto internacional, na defesa do meio ambiente, na proteção dos povos tradicionais e no combate ao desmatamento”. Naquele momento, ninguém poderia imaginar que nem mesmo um mês depois (em 11 de março de 2020) a OMS declararia o estado de pandemia. E nós da Amazônia Onlus não podíamos imaginar quais desafios teríamos que enfrentar. Em 2020, a emergência de Covid teve um efeito devastador na Amazônia e, recentemente, se intensificou.

Uma nova cepa do vírus sobrecarregou e debilitou o sistema de saúde em Manaus pela segunda vez e agora está se espalhando rapidamente para o interior. A necessidade diária de oxigênio na capital amazonense é de 80 mil litros por dia – 3 vezes o normal – e a produção local não consegue atender à grande demanda. As comunidades indígenas e tradicionais têm apenas uma chance de se proteger do vírus: permanecer na floresta. As pequenas comunidades amazônicas, isoladas e acessíveis apenas por barco, não têm comércio de alimentos, nem assistência médica, nem remédios, nem transporte emergencial, o que torna os habitantes extremamente vulneráveis ​​em caso de contágio. Os ribeirinhos vivem principalmente da pesca, caça e extrativismo, mas também dependem de cidades distantes para uma rede de comércio. O isolamento nessas regiões cria um problema de segurança alimentar. Precisamos de suprimentos, provisões e materiais para conseguir alimentos, precisamos de remédios, produtos de higiene e necessidades básicas. A falta de suprimentos pode comprometer a tentativa de auto-isolamento e colocar em risco toda a população. Por isso, desde o início da pandemia, Amazônia Onlus tem concentrado suas ações na proteção dos habitantes locais contra o contágio. Um novo desafio para nós, que deve ser enfrentado com métodos e meios próprios de uma organização humanitária de emergência.
Junto à parceira Amazon Charitable Trust, desenvolvemos um plano de ação para aumentar a resiliência das comunidades locais, disseminar informações importantes, transferir recursos rapidamente da Europa para o Brasil, criar e fortalecer uma rede de organizações. Desde abril de 2020 já entregamos 40 toneladas de produtos para as 250 famílias do Parque Nacional do Jauaperi (cerca de 1.200 habitantes), com o suporte logístico do Instituto Chico Mendes pela Biodiversidade – ICMBio e Lojas Bemol.Hoje estamos em contato constante com os hospitais mais próximos aos quais, com a sua ajuda, queremos doar cilindros e concentradores de oxigênio. A floresta está nos protegendo, mas a emergência continua e com ela, a nossa campanha. 

Com € 100 podemos garantir alimentação e bens básicos a uma família durante um mês.

Com € 1000 podemos salvar uma vida comprando um concentrador de oxigênio. 

Não vamos deixá-los sozinhos! Faça uma doação, clicando aqui.

Amazônia Onlus
Escritório registrado:
Via Pola 21 – 20124 Milão, Itália
C.F. 97389380151

receba a nossa newsletter

Junte-se a nós. E mantenha-se informado.

A nossa newsletter é ocasional. De vez em quando, assim como com os amigos, contamos o que acontece em nossa floresta!

© 2022 – All rights reserved.

designed by VisiOnAir | development by EI | Icons by Made x Made